A IHSN não tem pastor e nem ovelhas, mas, apenas adeptos. Não somos um rebanho, mas sim indivíduos conscientes ou em busca de consciência e capazes de se associarem em prol de um interesse comum. Também não tem fiéis, pois procuramos conhecer em vez de só confiar. Sabemos que arcamos com as consequências de nossas escolhas e assumimos a responsabilidade por nossas vidas e o que nelas ocorre, entendemos que atribuir responsabilidade a outrem pelos fatos de nossas vidas é simples infantilidade.

A origem do dízimo é a reserva de 10% da colheita para o replantio. Em vez de adotar o dízimo, recomendamos a poupança pessoal do valor relativo.

Certa vez indaguei a um pastor: Por que você explora um povo tão miserável com a cobrança de dízimos? Ao que ele me respondeu: “Deus não os teria criado ovelhas se não os quisesse tosqueados”.  Surpreso com o sinismo da resposta, pensei: já assisti esse filme antes.

, , , , , , , , , , ,

Segundo a Mitologia Judaico/Cristã,  Lúcifer, o Demônio, trabalha para nós.

Na mitologia judaica, Deus criou os anjos imortais, depois criou os homens e ordenou que os anjos servissem a estes últimos. Lúcifer, o mais luminoso dos anjos, se negou a servir aos homens e, por isto, foi por Deus precipitado aos infernos.

Segundo essa mesma mitologia, Deus é onipotente, portanto nenhum dos seus desígnios poderia ser contrariado. O Demônio não pode evitar cumprir a ordem de Deus e servir aos homens. Resulta disto que Lúcifer, o Demônio, é um emissário de Deus, que nos serve pela via da dor, da adversidade, do sofrimento.

Cristo disse que devemos amar os nossos inimigos. Por inimigos entendemos as adversidades. Não podemos ignorar que estas nos compelem a evoluir, são parte da nossa evolução.

Amar envolve compaixão, sofrer junto, e perdão, entretanto, perdoar é uma disposição interna, não implica em dar remissão.

, ,

Deus é onipresente, é tudo e nada ao mesmo tempo, pois se o nada existe ao menos conceitualmente também é Deus.

É muito simplória a visão de mundo dividido em bem e mal, maniqueísta. Tudo é como é, e nós classificamos de bem e mal conforme a nossa conveniência, consciência ou ignorância.

Deus está em toda parte, inclusive no vício, na doença e na morte.

Cultural é, por definição epistemológica, tudo o que for criado ou modificado pelo ser humano a partir da natureza, isto é, o que existe por arte e oficio humanos, consequentemente é o sobrenatural. Disto se conclui que Deus não pode ser apenas cultural, pois, se fosse, teria sido criado pelo homem, assim como os mitos. Deus é Natural, logo, abrange o cultural, não pode ser menos que toda a Natureza universal e cósmica.

Faça um exame de consciência a fim de saber se o teu Deus é Natural ou cultural.

Quem afirma ser ateu o faz por não crer na existência de um Deus meramente cultural. Não há como ignorar ou negar que a Natureza existe e que ela seja a suprema provedora de tudo e de todos.

, , ,

Diferentemente das demais igrejas, a IHSN aceita a teoria da evolução de Charles Darwin e Russel Wallace, pois entendemos que nada disto exclui Deus, mas, ao contrário, ajuda a entendê-lo.

, , , , , ,