Cultural é, por definição epistemológica, tudo o que for criado ou modificado pelo ser humano a partir da natureza, isto é, o que existe por arte e oficio humanos, consequentemente é o sobrenatural. Disto se conclui que Deus não pode ser apenas cultural, pois, se fosse, teria sido criado pelo homem, assim como os mitos. Deus é Natural, logo, abrange o cultural, não pode ser menos que toda a Natureza universal e cósmica.

Faça um exame de consciência a fim de saber se o teu Deus é Natural ou cultural.

Quem afirma ser ateu o faz por não crer na existência de um Deus meramente cultural. Não há como ignorar ou negar que a Natureza existe e que ela seja a suprema provedora de tudo e de todos.

, , ,

Diferentemente das demais igrejas, a IHSN aceita a teoria da evolução de Charles Darwin e Russel Wallace, pois entendemos que nada disto exclui Deus, mas, ao contrário, ajuda a entendê-lo.

, , , , , ,

O amor é um estado de espírito que aflora naturalmente. Inútil seria mandar alguém amar, entretanto, pode-se ensinar e aprender.

Equivocado está quem pensa que devamos “temer a Deus”. Também, não há sentido em se dar “graças a Deus”, pois na Natureza prevalece a lei da causa e efeito. Deus não faz favores, nem aceita suborno ou promessas, a Natureza não privilegia aleatoriamente este em detrimento daquele.

Todos os seres nascem com seu patrimônio genético exclusivo, uma herança que não pode ser socializada, exceto através da reprodução da própria espécie e em benefício das crias, verdadeiras herdeiras de seus genitores. Esse patrimônio é o que vai inspirar suas escolhas durante a vida. Assim é a Natureza.

, , , ,

Moisés e o primeiro mandamento: “Amar a Deus”.

Quando entendemos que Deus é a Natureza e que tudo dela faz parte, os demais mandamentos tornam-se redundantes.

,

Em hebraico Ulhim ou Elohim quer dizer: “O Eterno Criador”, Deus. Entendemos que a Natureza seja o ou a eterna criadora. Portanto, afirmamos que o universo não foi criado por um big bang, mas, se existiu um big bang, a Natureza o criou.

No Gênesis bíblico, Deus criou os céus e a terra, etc.; disse faça-se a luz e houve luz; no quarto dia disse: povoem-se as águas de pequenos animais, seres viventes; e voem as aves sobre a terra, etc.; e os abençoou dizendo: “crescei e multiplicai-vos”. Somente no quinto dia criou o homem, logo, não disse ao homem “crescei e multiplicai-vos, pois este só existiu depois daquele comando.

Mesmo na mitologia bíblica jamais foi dito ao homem para tomar tal providência, logo, inexiste defesa bíblica para a explosão demográfica.

A IHSN é pelo controle de natalidade humana. Recomendamos todos os métodos contraceptivos, entretanto, somos contrários à prática indiscriminada do aborto.